NOTICIAS
 
 
<< -- Voltar
 

 Incidncia de infeco por HPV diminui aps introduo de vacina
 

Este artigo foi obtido através de tradu��o livre por ferramentas da Internet.
Artigo original em: http://www.usatoday.com/story/news/nation/2013/06/19/hpv-vaccine-cancer-rates-down-56/2438137/

 

A vacina contra o papilomavrus humano diminuiu a incidncia do vrus causador de cncer entre as adolescentes por 56%, apesar de estar disponvel uma vez que apenas 2006, um estudo divulgado quarta-feira encontra.

"Hoje temos uma notcia muito boa", disse Thomas Frieden, diretor dos Centros de Controle e Preveno de Doenas. "Estes resultados so impressionantes."

O papilomavrus humano (HPV), que sexualmente transmissvel, pode causar verrugas genitais, cncer do colo do tero e cncer de garganta. O CDC recomenda que todas as meninas recebem a vacina aos 11 anos ou 12 para proteg-los contra cnceres que podem aparecer de 20 a 40 anos mais tarde.

Cerca de 79 milhes de americanos, a maioria no final da adolescncia e incio dos anos 20, esto infectados com o HPV. A cada ano, cerca de 14 milhes de pessoas so infectadas. Cerca de 19 mil mulheres nos Estados Unidos tm cncer causado por HPV a cada ano, o cncer do colo do tero o mais comum.

Os homens tambm podem ter cncer de HPV. Cada ano, cerca de 8.000 homens obter esses tipos de cncer, principalmente na garganta. O CDC comeou a recomendar em 2011 que os meninos mais de 11 tambm receber a vacina.

A vacina tambm recomendada para adolescentes mais velhos e jovens adultos que no foram vacinados quando eram mais jovens.

O estudo foi publicado na edio de junho do Journal of Infectious Diseases.

"Esta uma vacina anti-cncer", disse Frieden. "Ns devemos isso para a prxima gerao de proteg-los contra o cncer de colo do tero."

Frieden expressaram preocupao de que apenas um tero das meninas 13-17 ter comeado um curso completo de trs doses da vacina de HPV.

"Nossas tarifas baixas de vacinao representam 50.000 tragdias evitveis: 50.000 meninas vivas hoje vo desenvolver cncer do colo do tero durante a sua vida que teria sido evitado se chegamos a taxas de vacinao de 80%", disse ele. "Para cada ano que demora em faz-lo, outros 4.400 meninas vo desenvolver cncer do colo do tero em suas vidas."

O estudo utilizou dados do National Health and Nutrition Examination Survey para comparar a proporo de meninas e mulheres 14-59 que tinham certos tipos de HPV antes e depois do programa de vacinao comeou. Entre todas as meninas e mulheres com idades entre 14-19, a taxa de infeco foi de 56% menor no perodo 2007-2010 do que em 2003-2006.

Os mdicos no sabem ao certo porque a queda to grande, uma vez que apenas 46% das mulheres jovens receberam pelo menos uma dose e apenas 32% receberam todas as trs. Poderia ser o que chamado de imunidade de rebanho, em que as mulheres vacinadas diminuir o montante global do vrus na populao, diminuindo assim as taxas de infeco para todos, disse Lauri Markowitz, principal autor do estudo. "Essa queda animadora, dada a sade substancial e nus econmico das doenas associadas ao HPV", disse ela.

Os resultados so bem-vindos, disse Debbie Saslow, diretora de cncer de mama e ginecolgico da Sociedade Americana do Cncer, em Atlanta. "O que surpreendente o quanto a infeco pelo HPV tem ido para baixo em to pouco tempo."

Os Estados Unidos esto muito atrs de outros pases em quantos adolescentes receber a vacina. Ela disse que em pases como a Austrlia, onde 70% a 80% dos adolescentes so vacinados contra o vrus HPV, as autoridades de sade tm visto uma queda significativa em verrugas genitais em mulheres jovens e um declnio nos exames de Papanicolau anormais, que um precursor inicial ao cncer.

Alguns pais se recusaram a ter suas crianas e adolescentes vacinados para uma doena sexualmente transmissvel por causa da preocupao de que poderia incentivar a atividade sexual. Frieden disse que a vacinao para proteg-los quando eles se tornam adultos.

"Ns vacinar bem antes que as pessoas esto expostas a uma infeco", disse ele. "Ns vacinar contra o sarampo, por exemplo, na infncia ou infncia, porque isso bem antes que uma criana pode ficar exposto. Da mesma forma, queremos vacinar crianas bem antes de eles podem ficar expostos."

Alguns pesquisadores acreditam que o cncer de vacina no usado to amplamente aqui como em outros lugares por causa do desconforto dos norte-americanos com o sexo.

"Alguns mdicos no saem da maneira como a recomend-lo, porque querem evitar falar sobre sexo ou eles acham que os pais querem evitar falar sobre sexo", disse Saslow.

A American Cancer Society eo CDC esto tentando mudar esse pensamento.

Saslow disse: "Ele no chamado de" vacina de preveno do cncer do colo do tero. Talvez ele deveria ser. "

 
 
 
 
 
<< -- Voltar
 
 
 

Rio Grande do Sul É o Estado com maior incidÊncia de cÂncer de prÓstata no Brasil

Conforme dados do Instituto Nacional do Câncer do Ministério da Saúde - INCA, o Rio Grande do Sul é o estado com maior incidência da doença. E Porto Alegre, a capital brasileira mais afetada.

 
[+] Saiba Mais
 
[+] Ver todas certificações